quinta-feira, 30 de novembro de 2017

Quem paga os consertos no imóvel locado

As dúvidas são muitas quando se trata de consertos no imóvel locado e quem deve arcar com os custos? O inquilino tem obrigação de manter o imóvel nas mesmas condições em que o recebeu consertando tudo que estragar bem como fazer a manutenção anual no imóvel que está sob sua posse direta e cuidar dos pequenos consertos. O locador deve arcar com os custos de tudo que for para manter o imóvel em condições de ser usado pelo inquilino e que o valorize em termos de preço, bem como consertos de grande valor.

Atenção: pragas urbanas como morcegos, cupim, baratas, ratos etc não são responsabilidade do locador ou locatário (inquilino), devendo quem habita o imóvel tentar conter o avanço com produtos adequados e a perfeita higiene do imóvel. Poderá ser responsabilidade do locador se o imóvel for locado já com uma alta infestação destas pragas. Recomendo que este tipo de problema seja comunicado ao locador de imediato ao entrar no imóvel.

LOCADOR
Responsável pelo pagamento de todos os consertos que forem fundamentais para manter o imóvel em condições de ser utilizado pelo inquilino como:

- troca de telhas quebradas
- troca de calhas furadas ou quebradas
- troca de caixa d’água e equipamentos
- troca de caixa de esgoto
- troca de tubulações de água internas( dentro das paredes)
- troca de registros de água quando necessário quebrar parede
- troca de caixa de luz e/ou poste de sustentação do relógio
- troca de portão externo e adequação do motor longe da umidade
- conserto de muro externo em caso de ação do tempo
- conserto de telhado em caso de ação do tempo.
- conserto de tudo no imóvel, que estiver com problema no uso, anterior a locação.
- conserto de tubulação externa e interna de esgoto
- pintura externa do imóvel ( se não constar em contrato de forma clara)
- calçamento externo do imóvel
- troca do poste de sustentação do relógio de luz( casas)
- troca da caixa e instalação do relógio( quando exigido pela empresa de energia)

Atenção: o inquilino deve dar imediata ciência ao locador por escrito de qualquer problema no imóvel sob pena de ser responsabilizado pelos danos a que der causa pela falta da comunicação.

LOCATÁRIO
Responsável pela manutenção do imóvel enquanto nele residir consertando tudo que estragar ou de pequeno valor por desgaste de uso. Tem o dever de ao entrar no imóvel fazer a vistoria se não foi feita e solicitar ao locador, por escrito, o conserto de tudo que estiver estragado. O não comunicado implica em aceitação do imóvel na forma que lhe foi entregue. È muito comum um inquilino entrar no imóvel e encontrar uma torneira pingando e assim deixar até que ela não mais feche. Quando descobre que terá que trocar a torneira, quer que o locador pague o custo porque quando entrou já apresentava problemas. Neste caso quem provocou o dano foi o inquilino que não pediu ao locador o reparo e assim protelou e aumentou o problema até que a única solução implicasse em custo ao seu bolso.

O inquilino deve consertar e arcar com os seguintes custos:

- conserto ou troca de torneiras de preferência na mesma marca e tipo. No caso de não haver mais a mesma torneira a venda, colocar uma de mesmo padrão.
- conserto ou troca de todo o encanamento externo do imóvel como, cano das louças sanitárias e pias da cozinha e tanque.
-  troca de disjuntores estragados e manutenção do relógio de luz e sua fiação.
- troca de tomadas de energia elétrica por outras de mesmo padrão quando estragadas.
- troca ou conserto da hidra do vaso sanitário bem como as borrachas de vedação, registro de água com instalação externa(que não precise quebrar parede) e assentos quebrados pelo inquilino.
- troca de vidros quebrados ou lascados.
- troca ou conserto de fechaduras externas ou internas no mesmo padrão.
- conserto das fechaduras internas e chaves.
- troca de cerâmicas ou azulejos que forem lascados ou quebrados pelo inquilino.
- conserto ou troca do interfone do imóvel e campainha
- conserto da fiação elétrica quando o problema for causado pelo inquilino(uso inadequado de equipamentos com potência superior a rede elétrica do imóvel)
- limpeza e desentupimento de vasos sanitários, pias, caixa de gordura e esgoto, ralos e canos e fossa externa(casas).
- manutenção da área externa do imóvel(casas) como piso, muros, portões mantendo-os em perfeito funcionamento e limpeza.
- limpeza de telhado e calhas externa mantendo-os desobstruídos de folhas e sujeira que provoquem entupimento e possível infiltração no imóvel.
- Limpeza das paredes mais suscetíveis ao mofo por excesso de umidade, imóvel voltado para o sul( pouco ou nenhum sol), ou fechado a maior parte do dia, ou situado abaixo do nível da rua.

Atenção: muitos inquilinos locam um imóvel sem prestar atenção na quantidade de sol que o mesmo recebe e no tempo em que, por dia, ele fica fechado. Isso implica em mofo nas paredes por excesso de umidade e sendo assim o dano não é causado pelo proprietário do imóvel e sim por ação do tempo e uso do mesmo pelo inquilino. Quem deve manter as paredes limpas é o inquilino. O proprietário somente será responsabilizado quando o mofo for proveniente de vazamento por infiltração de cano quebrado, telha quebrada ou proveniente do vizinho de cima ou do lado(apartamentos) e em casos de casas em que não foi feito o devido isolamento da umidade do solo. A maioria dos inquilinos de casas não limpam o telhado e as calhas o que vai provocar vazamentos por conta do entupimento causado pela falta de manutenção e, portanto, consertado pelo inquilino.

- manutenção do piso. Em imóveis novos todo o dano que for dado causa por mau uso será suportado pelo inquilino, assim evite riscos no piso por arrastar móveis sem o devido cuidado, manchas por uso inadequado de produtos de limpeza, etc,etc. Nenhum locador poderá exigir que o inquilino troque todo o piso por conta de uma mancha ou risco mas pode pedir que o mesmo seja consertado utilizando-se as técnicas modernas que não custam muito barato ou trocando ripas do laminado.
- pintura do imóvel. Se recebeu com pintura nova, entregue com pintura nova. Se recebeu com pintura velha não precisa pintar ao sair do imóvel. Pintura externa suportada pelo locador ou pelo locatários se constar expressamente em contrato. Pintura em bom estado não é pintura nova, é pintura usada que com o tempo vai deteriorar.
- manutenção e conserto de esquadrias e venezianas do imóvel.
- manutenção e conserto do porteiro eletrônico
- manutenção e conserto de caixa de correio.
- problemas provenientes de temporais. Indenização direta a companhia de energia quando for o caso

O locatário tem a posse direta do imóvel e é seu dever a manutenção do mesmo. Por conta do alto custo das locações que toma boa parte dos rendimentos da família o comum é consertar tudo no final do contrato. Isso acarreta um gasto considerável juntando com os valores que finalizam o contrato. Cuide do imóvel e faça a manutenção periódica.

sábado, 11 de novembro de 2017

Informativo Mensal Novembro/2017

Nosso Informativo Mensal. Obrigado por nos acompanhar e pela confiança em nosso trabalho.

Corretor Wanderson Silveira
WLS Corretor de Imóveis - CRECI 47.325

sexta-feira, 13 de outubro de 2017

Tem bebê a caminho? Saiba como fazer o quarto dele parecer maior

Com empreendimentos que visam cada vez mais o lazer nos condomínios, mas cada vez menos a amplitude dos cômodos dos apartamentos, futuros pais que se veem na fase de planejamento do quarto do bebê muitas vezes precisam recorrer a truques para fazê-lo parecer maior do que realmente é.

Então, para ajudar com a tarefa, trazemos dicas preciosas que podem fazer a diferença na hora de tornar o cantinho do novo membro da família mais aconchegante. Confira!

 

Pense primeiro no macro, deixe os detalhes para depois

É claro que a sua ansiedade provavelmente quer logo decidir os bichinhos de pelúcia que vão em cada canto, a cor da luminária que vai em cima da cômoda e coisas do tipo. Mas, o primeiro passo, na verdade, é planejar os pontos maiores do espaço enquanto ele ainda não tem nenhum móvel, pois esta fase é decisiva para que a amplitude seja garantida, conforme explica a designer de interiores Tássia Pereira: “para o quarto pequeno parecer maior, a dica fundamental é o uso de cores claras nas paredes, piso e nas peças da mobília”.
quarto de bebê
Mas, o primeiro passo, na verdade, é planejar os pontos maiores do espaço enquanto ele ainda não tem nenhum móvel (Foto: Reprodução/Pinterest)
Levando isso em conta, pense também em alongar o pé direito através da pintura da parede e, caso opte por listras, faça-as finas e verticais; ou divida a parede e pinte a metade debaixo de branco e a de cima de uma cor clara de sua preferência. Com ambas as dicas, o espaço tende a aumentar.

Ainda pensando no macro, não deixe de lado a iluminação que, segundo Tássia, quando feita de forma indireta na parede, com arandelas ou cordões de luzinhas, dão charme, ajudam a aumentar o quarto e ainda são bastante confortáveis para o bebê.

 

Pense nas consequências da escolha do tema

A gente sabe, essa é a hora mais prazerosa da decoração! Disney, fadas, safari, piratas, corujas, o time de futebol do coração e até os filmes preferidos dos pais entram nas opções na hora de pensar no quarto do bebê. Mas, vale ter muita calma nessa hora, sim, pois muitas vezes para expressar um tema, você pode correr o risco de exagerar no número de elementos, como nichos, quadros e brinquedos, que poluem o ambiente visualmente.
quarto de bebê
Temas leves, que não necessitam de muita decoração e tenham cores mais neutras são as melhores opções (Foto: Reprodução/Pinterest)
“Temas leves, que não necessitam de muita decoração e tenham cores mais neutras são as melhores opções. Vale a pena investir em temas como aviação (cores azul e branco) e no caso de animais, opte por um tipo, como abelhas (tons pastel), por exemplo”, é o que sugere Tássia.

 

Saiba estabelecer prioridades

Entenda que para ganhar a impressão de um quarto maior, você não poderá abarrotá-lo de móveis, por isso precisa pensar nas coisas que são realmente essenciais para o bebê e para o uso no dia a dia. Se a mamãe faz questão da poltrona de amamentação, por exemplo, não tem problema, para resolver isso, é só posicioná-la bem ao lado do berço, sem deixar espaço de circulação entre um móvel e outro.
quarto de bebê
Entenda que para ganhar a impressão de um quarto maior, você não poderá abarrotá-lo de móveis (Foto: Reprodução/Pinterest)
Outra boa dica é escolher móveis funcionais, que possuem mais de uma utilidade no quarto: “existem opções de berços com trocadores e gavetas acopladas, neste caso seria necessário também apenas um pequeno armário para sapatos e roupinhas. Outra opção são cômodas com cabideiros e gavetas para guardar as peças que já servem também de apoio para o trocador, eliminando assim o uso de armários”, como descreve a designer de interiores.

Com a palavra “prioridades” em mente, ela ainda destaca as peças fundamentais para um quarto de bebê como o berço, o trocador e o armário. Com estes itens, você tem tudo o que precisa para um dia a dia confortável com o bebê e só precisa dar o toque de personalidade na decoração com cores e pequenos detalhes infantis.
quarto de bebê
Outra boa dica é escolher móveis funcionais, que possuem mais de uma utilidade no quarto (Foto: Reprodução/Pinterest)

sexta-feira, 30 de junho de 2017

7 dicas para deixar a decoração de sala preparada para o inverno

Pode até não ser o seu caso, mas em algumas regiões do Brasil o frio está predominando – isso que o inverno nem chegou ainda. Entre aqueles que amam e odeiam a estação mais fria do ano, fato é que existem alguns segredinhos para conseguir passar pelas temperaturas negativas de uma forma aconchegante.

Mas, além do cachecol e luvas sempre na bolsa, a casa, mais precisamente a sala, também precisa de um jeitinho para o frio.

A arquiteta Carola Mehl e o Montacasa separaram algumas dicas bem legais para os anfitriões, bem como os convidados se sentirem sempre confortáveis em casa – mesmo quando o clima está friozinho.

 

1 – Doses extras de aconchego para sua sala

Seja inverno ou verão, a sala de estar é um cômodo protagonista da casa. É nela que usufruímos de bons momentos de ócio e ainda recebemos amigos e família para conversar. Então, a palavra de ordem em salas de estar é conforto, mas como fazer isso no inverno sem deixar o ambiente pesado ou com aquela cara de bagunçado? E mais: unindo a tudo isso, uma temperatura agradável?
Já  adiantamos desde já que muitos dos itens você tem em casa. É só uma questão de adaptação e bom senso. Dúvida?Então, confira!

 

2 – Tire as mantinhas do guarda-roupa agora!

decoração sala, decoração inverno
Aposte nas mantas para decorar a sala. Fica super charmoso e aconchegante (Foto: Divulgação/Montacasa)
As mantas são um charme na decoração de sala, principalmente no inverno, pois elas dão uma sensação maior de aconchego e ficam lindas quando bem dispostas no espaço. “Mantas e peles podem ser colocadas sobre o sofá para trazer mais aconchego, podendo ser uma manta lisa ou estampada, imitando peles de animais e trazendo ainda mais sofisticação para o ambiente”, conta a arquiteta Carolina Mehl.
Você, com certeza deve ter uma mantinha em casa, se bobear, sua vovó fez uma peça de tricô ou lã que valoriza o handmade. Então, desde já tire estas peças do guarda-roupa para tirar um pouquinho aquele cheiro de guardado e “voilà”.
Já as peles ou pelegos de couro animal ou sintético, menos comuns por aqui, também podem ser usadas na decoração da sala durante o inverno. Muitas lojinhas de decoração vendem o produto, mas ele é um pouco caro para quem quer economizar: cerca de R$ 200.

 

3 – Tapetes fofinhos para decorar a sala

decoração de sala, decoração inverno
Para deixar o ambiente ainda mais quente, aposte nos tapetes fofinhos (Foto: Divulgação/Montacasa)
O tapete, ao contrário do que muita gente pensa, não é um tipo de item decorativo que pode ser deixado para depois. Por mais que ele esteja no chão, a peça deixa a decoração de sala de estar bem diferente e, claro, você precisa escolher por um modelo que de alguma forma traduza o estilo do seu lar, porque os tapetes dão muito mais personalidade ao espaço.
Para a sala, vale apostar em tapetes de espessura alta e fofinhos – daqueles que afundam os pés na hora de pisar. A sensação de conforto é imediata e você nunca mais vai precisar pisar no chão gelado.

 

4 – Sofá e almofadas de todos os tipos

decoracao_sala_inverno_sofa
As almofadas são sempre bem-vindas para deixar o ambiente convidativo (Foto: Divulgação/Montacasa)
Eles são os tipos de itens que dispensa apresentação, afinal, o que é uma sala sem um belo sofá ou almofadas, né? Protagonistas de qualquer decoração de sala, estas peças assumem diferentes estilos e formas, e o melhor de tudo: se adequam a qualquer estilo decorativo. Entre retráteis, reclináveis, quadradinhas ou coloridas, tem opção que não acaba mais.
Se você não tem sofá ou até mesmo quer trazer uma proposta diferente ao lar, os futons também são uma ótima saída para decorar a sala e deixá-la aconchegante.

 

5 – Aquecedores e lareiras

decoração de sala,d ecoração de inverno, lareira
As lareiras imprimem um charme a mais na decoração. Quando não estão sendo utilizadas, podem servir para outras funções (Foto: Divulgação/Montacasa)
Tá, aquecedor e lareira são clichês do inverno. Mas como a gente pode sobreviver sem eles no inverno, não é mesmo? Estas opções se encarregarão de deixar o clima agradável e aumentar um pouquinho a temperatura que insiste em descer.
Para quem não tem lareira, o aquecedor se torna uma opção mais viável e barata, mas, no mercado, já existem opções de lareiras portáteis ótimas que vão esquentar o cômodo, sem precisar que você mexa na estrutura da casa toda para a instalação de uma lareira fixa.

 

6 – Velas que iluminam e decoram

dcoração de sala, decoração para sala, decoração inverno
Aproveite o friozinho para deixar o clima mais romântico, por isso aposte nas velas decorativas (Foto: Divulgação/Montacasa)
Outra dica para deixar a sala aconchegante e com aquela cara de bem quentinha é apostar na iluminação. Luzes mais amareladas e sem pontos focais predeterminados passam a sensação de aconchego. O legal é que, mais do que apostar em luminárias ou abajures estratégicos, as velas também são um charme.
Dá até pra comprar lanterninhas e deixá-las sobre uma mesa de centro ou de canto. Para aqueles que adoram uma casa quentinha e cheirosa, velas aromáticas quebram um galhão!

 

7 – E não podem faltar elas, as cores!

decoracao_de_sala_cores
O inverno não precisa ser triste, aposte nas cores para dar uma animada no ambiente (Foto: Divulgação/Montacasa)
Pra decorar a sala durante a estação mais fria do ano é preciso deixar ela com a cara do inverno. Logo, investir em cores e texturas que deem aquela sensação de casa quentinha é o segredo. Por onde começar? A arquiteta tem uma dica bem legal. “Tons terrosos são uma ótima opção, pois são sempre neutros e sóbrios. […] O cobre é algo que veio forte este ano e está em tecidos, revestimentos, papel de parede, etc.) ”.
Vale pintar uma parede dentro dos tons ou então investir em acessórios que tragam este visual aconchegante para sua casa, né? O que não pode é deixar de aproveitar o inverno com tanta dica ótima!

quarta-feira, 28 de junho de 2017

Como reaproveitar óleo de cozinha usado

Você provavelmente sabe ou já ouviu falar sobre o mal que o óleo de cozinha faz à saúde, certo? Mas você sabia que sua reutilização no preparo de alimentos pode agravar ainda mais os malefícios? Segundo a nutricionista Talita Nascimento, essa prática produz elementos tóxicos que podem causar doenças degenerativas, cardiovasculares e envelhecimento precoce.

Mas não é só na saúde que a reutilização do óleo de cozinha interfere negativamente, por causa do gás metano (um dos principais causadores do efeito estufa) que ele libera na atmosfera quando está se decompondo, seu descarte consciente é essencial e tem se tornado um tema de sustentabilidade cada vez mais frequente.
como reaproveitar óleo de cozinha
Hoje, muitas cidades contam com instituições que fazem a coleta de óleo para reciclá-lo depois (Foto: Shutterstock)
Hoje, muitas cidades contam com instituições que fazem a coleta de óleo para reciclá-lo depois. No entanto, esse reaproveitamento também pode ser feito na sua própria casa, gerando um combo de benefícios, como a proteção do meio ambiente, a desobstrução dos canos e ralos da casa, que não vão entupir de forma tão fácil, e uma ajuda na economia da família, se você seguir as dicas abaixo, onde Talita Nascimento ensina a transformar o ingrediente em sabão e vela.

 

Sabão de óleo de cozinha usado

como reutilizar óleo de cozinha
No entanto, esse reaproveitamento também pode ser feito na sua própria casa (Foto: Shutterstock)
“Por possuir um pH alto e poder causar irritação, este sabão não deve ser usado na pele. Sugiro usá-lo para lavar roupas, louças e para a limpeza geral da casa”, explica Talita.

 

Ingredientes:

● 500 g de soda cáustica
● 1 litro de água quente
● 2 litros de óleo de cozinha usado
● 500 ml de álcool
● 5 ml do óleo essencial de sua preferência

Para fazer, coloque a soda cáustica em um balde e vá adicionando lentamente a água quente. Use uma colher de pau para misturar com cuidado, até que a soda termine de dissolver. Acrescente o óleo e continue misturando por mais 20 minutos.
Após esse tempo, adicione o álcool e a essência. Se quiser, você também pode colocar elementos decorativos como flores secas e ervas aromáticas. Mexa novamente até obter uma pasta consistente. Coloque a mistura em formas e deixe secar por 24 horas. Após o período de secagem ele já estará pronto para o uso.

 

Vela de óleo de cozinha usado

É possível reaproveitar o óleo de cozinha dentro de casa (Foto: Shutterstock)
As velas podem funcionar como um objeto de decoração e ser úteis para aromatizar o ambiente.

Você vai precisar de:

● Um recipiente ou jarra
● Óleo de cozinha usado
● Arame
● Pavio
● 2 gotas do óleo essencial de sua preferência

Para esta receita, você precisará filtrar o óleo de cozinha usando um pano, para ficar com o óleo puro e sem resíduos. Faça uma base enrolando o arame no centro do recipiente, para que ele possa segurar o pavio.
Com o arame no centro e o pavio posicionado no alto dele, despeje o óleo de cozinha usado, com cuidado para não encher tudo, pois o final do pavio deve ficar sobre o óleo. A vela já está pronta. Agora é só adicionar as gotas do óleo essencial que você mais goste para obter um aroma mais agradável.
É preciso tomar cuidado onde será descartado o óleo de cozinha usado (Foto: Shutterstock)

segunda-feira, 19 de junho de 2017

Inspire-se com algumas opções de decoração de quarto de casal

Confira diversas opções de decoração para este ambiente


Está sem ideias para decorar seu quarto de casal? O ZAP em Casa, junto com o Pinterest, sabe que este é um ambiente que requer mais atenção, por reservar a intimidade e a personalidade de cada um.

É preciso ficar atento com alguns detalhes, como cores e também a iluminação, para sempre deixar o local aconchegante e com a sensação de ser um ambiente calmo.
Por isso, selecionamos diferentes opções de decoração de quarto de casal para que você possa harmonizar este local de acordo com suas necessidades e gostos. Inspire-se.

 

Confira inspirações de decoração de quarto de casal:

Decoração de quarto de casal
Aposte em tonalidades claras (Foto: BR.Pinterest.com.br)
Decoração de quarto de casal
Os tons escuros podem ser mesclados com tonalidades mais claras (Foto: BR.Pinterest.com.br)
Decoração de quarto de casal
É sempre bom deixar em evidência a sensação de conforto (Foto: BR.Pinterst.com.br)
Decoração de quarto de casal
A decoração minimalista está em alta (Foto: BR.Pinterest.com.br)
Decoração de quarto de casal
Quem quiser ousar, pode apostar em uma parede com tonalidade diferente (Foto: BR.Pinterest.com.br)
Decoração de quarto de casal
A decoração escandinava também é uma boa pedida para decorar o quarto do casal (Foto: BR.Pinterest.com.br)
Decoração de quarto de casal
A decoração mais clássica também é uma boa pedida para o ambiente (Foto: BR.Pinterest.com.br)
Decoração de quarto de casal
Sempre opte pelo conforto na hora de decorar (Foto: BR.Pinterest.com.br)
Decoração de quarto de casal
É preciso prestar atenção na iluminação da casa (Foto: BR.Pinterest.com.br)

Ideias criativas para renovar o quarto das crianças

Veja como decorar e organizar o espaço dos pequenos de forma inovadora

Se para os adultos, o quarto é um verdadeiro refúgio, para as crianças esta sensação é ainda maior, pois é nestes cômodos que os pequenos brincam, estudam e, principalmente, crescem. “A decoração em quartos de crianças é sempre o momento de soltar a criatividade. 

A vontade da criança sempre tem que ser levada em conta, mas unindo as necessidades dela e da mãe também”, é como resumem a tarefa Mayara Clá e Natasha Haddad, da MN Arquitetura + Interiores.

Mas, não se preocupe, por mais complicado que possa parecer, unir o útil ao agradável e ao divertido em um espaço infantil não é tão difícil. Veja as dicas abaixo e coloque-as em prática já, tanto na decoração quanto na organização do quarto do seu filho!

 

Decoração criativa

Papéis de parede

Um quarto infantil, além de atender a todas as necessidades já citadas, precisa expor a personalidade da criança; contar com elementos que tenham a ver com seus gostos pessoais e a faça querer passar o tempo ali. Para isso, as arquitetas da MN indicam uma alternativa prática e atual: “papéis de parede divertidos são os itens mais utilizados no momento, que dão vida e cor para o ambiente, deixando-o mais lúdico e personalizado”.

Além disso, eles possuem inúmeras possibilidades de estampas, que o pequeno pode ajudar a escolher, e são fáceis de serem instalados e retirados. Dessa forma, fica mais simples adaptar o espaço ao crescimento do seu filho.
papel de parede infantil
Papéis de parede divertidos são os itens mais utilizados no momento (Foto: Reprodução/Pinterest)
papel de parede
Eles possuem inúmeras possibilidades de estampas (Foto: Reprodução/Pinterest)
papel de parede homem aranha
O papel de parede pode ser temático (Foto: Reprodução/Pinterest)
papel de parede
A decoração precisa expor a personalidade da criança (Foto: Reprodução/Pinterest)

 

Móveis funcionais

Para atender a demanda de pais e cativar a atenção dos filhos, o mercado hoje conta com uma grande quantidade de móveis que trazem funcionalidade e algum tipo de diversão – muitas vezes, eles são até dois em um em utilidade também -, e lançar mão dessas opções é uma ótima saída para o quarto das crianças ficar mais criativo.

Beliche com saída de escorregador no lugar da escada, cama em formato de cabana, de carro, de casa de boneca… são muitas as possibilidades que tendem a agradar o pequeno e deixar o quarto lindo. Mas não só as camas podem ser lúdicas ou criativas, Mayara Clá e Natasha Haddad sugerem também alternativas mais em conta: “usar objetos baratos, como paletes para fazer bancos ou futon; revisteiros de madeira; e prateleiras coloridas… são opções baratas e criativas. O legal também é usar os móveis do dia a dia para mais de uma função; a escrivaninha com nichos para lápis embutidos, por exemplo, deixa o quarto mais organizado“.
cama infantil em formato de cabana
Para atender a demanda de pais e cativar a atenção dos filhos, o mercado hoje conta com uma grande quantidade de móveis que trazem funcionalidade (Foto: Reprodução/Pinterest)
cama com escorregador
Beliche com saída de escorregador no lugar da escada, cama em formato de cabana, de carro, de casa de boneca… são muitas as possibilidades (Foto: Reprodução/Pinterest)
cama com escorregador
O legal também é usar os móveis do dia a dia para mais de uma função (Foto: Reprodução/Pinterest)

 

Móveis coloridos

Quando falamos de decoração infantil, é difícil pensar em limites e em relação às cores, as arquitetas Mayara e Natasha confirmam: “não existem regras, isso depende muito da preferência da criança e da mãe”. Mas dão uma boa sugestão para garantir a longevidade da décor: “deixar a base do quarto sempre neutra e usar cores em detalhes são boas opções para deixar o quarto mais duradouro para a criança”. Então, que tal investir em cores principalmente nos móveis?

Você pode usar a cor preferida do seu filho em uma cômoda, uma escrivaninha ou na própria cama. O melhor é que, se esses móveis já existirem, mas forem de cor natural de madeira ou brancos, você mesmo pode se aventurar a pintar usando tinta spray, que é prática e hoje possui uma grande gama de cores.
móveis coloridos
Quando falamos de decoração infantil, é difícil pensar em limites e em relação às cores (Foto: Shutterstock)
móveis coloridos
Não existem regras, isso depende muito da preferência da criança e da mãe (Foto: Shutterstock)
quarto infantil colorido
Você pode usar a cor preferida do seu filho em uma cômoda, uma escrivaninha ou na própria cama (Foto: Reprodução/Pinterest)

 

Organização criativa

Cantinho dos brinquedos

Neste quesito a imaginação vai longe, tão longe que pode chegar até a cozinha! Por exemplo, seu filho tem muitas pecinhas de montar, carrinhos, bonequinhos ou quaisquer outros objetos pequenos? Por que não guardá-los em uma fruteira de plástico? Você pode pintá-la e nomear cada compartimento com o tipo de brinquedo, assim seu filho, além de adorar, vai poder ter acesso fácil tanto para pegar quanto para organizar ele mesmo os objetos.

Sapateiras, baldes e engradados de bebidas podem fazer o mesmo papel e, inclusive, guardarem bonecos maiores e bichos de pelúcia.
organização de brinquedos
Neste quesito a imaginação vai longe (Foto: Reprodução/I2)
organização de brinquedos
Sapateiras, baldes e engradados de bebidas podem servir como organizadores (Foto: Reprodução/Amazing Interior Design)
organização de brinquedos
Deixe os bichinhos organizados de forma prática e barata (Foto: Reprodução/Pinterest)

 

Cantinho da pintura

Pode parecer estranho, mas, acredite, um cabideiro de parede pode render um cantinho da pintura completo, com espaço para lápis, papel e até uma lousinha.

As prateleiras também são grandes aliadas dos papais que querem desenvolver o lado Picasso de seus pequenos. Crie uma parede de lousa e disponha as prateleiras em uma altura baixa, que fique na altura certa para que a criança alcance sempre.
cantinho da pintura
As prateleiras também são grandes aliadas dos papais que querem desenvolver o lado Picasso de seus pequenos (Foto: Reprodução/Pinterest)

 

Cantinho da leitura

Além de prateleiras mais baixas, posicionadas junto a um tapete reservado para a criança poder aproveitar a leitura confortavelmente, os pallets rendem opções muito criativas para um cantinho perfeito para levar o pequeno pelo mundo da imaginação. Eles podem ser usados de forma horizontal como uma espécie de revisteiro, como base para uma cesta de livros ou como uma estante (quando colocadas uma em cima da outra). São diversas as possibilidades para resultar em um cantinho de leitura perfeito para o seu filho.
pallets
Aproveite os pallets para criar um cantinho da leitura (Foto: Reprodução/Pinterest)
leitura-3
Deixe os livros sempre ao alcance das crianças (Foto: Reprodução/Pinterest)
leitura-4
Os pallets são sempre bem-vindos (Foto: Reprodução/Pinterest)
leitura-q
As prateleiras devem ficar mais embaixo (Foto: Reprodução/Pinterest)

quarta-feira, 31 de maio de 2017

Aprenda dicas caseiras para limpar o box

Gordura, sabonete e mofo são os principais inimigos do box. Saiba como limpá-los com preparos feitos em casa


como limpar box
O ideal é que o box seja limpo todos os dias (Foto: Shutterstock)
Com o tempo, a estrutura do box – não só o vidro como as ferragens – tende a acumular manchas e resíduos. Para mantê-lo limpo e com bom funcionamento, o ideal é realizar uma limpeza diária com água corrente logo após o banho, evitando, assim, o excesso de gordura, vapor, sabonete e mofo, que  são as principais situações que exigem uma limpeza mais profunda.

Para isso, é possível recorrer a soluções caseiras, lembrando que alguns produtos abrasivos, como lixas, buchas e água sanitária tendem a danificar os perfis do box. Bucha vegetal e sabonete branco podem ser bons aliados para esta limpeza diária e, de acordo com a personal organizer Karoline Bim, para limpar as marcas brancas do vidro, é possível usar palha de aço para esfregar a superfície totalmente seca, delicadamente. “Este processo soltará um farelo branco, que é a gordura saindo”.
como limpar box
Palha de aço pode ser usada para limpar o box
Depois disso, para manter o box limpo por uns 15 dias, misture em um borrifador 200 ml de álcool, 100 ml de removedor e duas colheres de lustra móveis. O líquido ficará bifásico. Misture bem, aplique sobre o vidro e passe um pano limpo.“Outra opção é passar cera automotiva com o box seco. O vidro ficará limpo e impermeabilizado a semana toda”, explica Karoline.

De acordo com o fabricante Ideia Glass, é importante realizar uma limpeza mais profunda no espaço que fica nas frestas entre os trilhos inferiores semanalmente. Para impedir o mofo, use bicarbonato de sódio com a ajuda de uma esponja suave. Vale lembrar que, após o banho, o ideal é deixar a porta corrediça do box fechada para que o vapor não fique preso entre as folhas de vidro.
como limpar box
Utilize fórmulas caseiras para limpar o box

domingo, 28 de maio de 2017

Crise chega a edifícios de luxo da Zona Sul do Rio



Apartamentos em prédio na Vieira Souto acumulam R$ 900 mil em dívidas 

A crise econômica que atinge o Rio de Janeiro está chegando a condomínios na Zona Sul, onde o metro quadrado custa quase 30 mil dólares - um dos mais caros do mundo. Num sofisticado edifício da Avenida Vieira Souto, inquilinos não estão pagando o condomínio, como mostra reportagem da revista Veja Rio deste fim de semana.

Na reportagem intitulada "Prédio na Vieira Souto tem célebres moradores inadimplentes", Veja Rio mostra que, com apenas cinco andares, três apartamentos acumulam uma dívida de quase R$ 900 mil em taxas do condomínio.

"Cada unidade do Edifício Seni, com aproximadamente 500 metros quadrados, é avaliada em cerca de 20 milhões de reais", diz a reportagem, que prossegue: "No pequeno e bem cuidado jardim que enfeita a entrada do prédio, um cacto espinhento parece denunciar, ironicamente, a situação desconfortável pela qual a vizinhança passa. Três dos cinco moradores do prédio estão inadimplentes, e se tornaram réus de processos judiciais que correm em diferentes varas cíveis no Rio, a 15ª, a 31ª e a 35ª, desde janeiro do ano passado. Somadas, as dívidas dos moradores, só com taxas do condomínio, chegam a quase 900?000 reais."

De acordo com a reportagem, Francisco Recarey, de 73 anos, dono da Pizzaria Guanabara, responde sozinho por R$ 300 mil do rombo. Ainda segundo a Veja Rio, "a confusão respingou até no empresário Omar “Catito” Peres, 59 anos, dono do tradicional restaurante La Fiorentina e do Bar Lagoa. Ele não foi citado no processo, mas há sete anos é inquilino do apartamento 101, espólio do industrial pernambucano Geraldo Silveira Coutinho, morto em 2007, aos 72 anos. Coutinho foi administrador da Usina Paraíso, em Campos dos Goytacazes, no norte fluminense, por mais de quatro décadas antes de passar o bastão ao filho. Desde 2014, a companhia açucareira está em recuperação judicial. O imóvel da família no prédio de Ipanema detém o recorde de maior saldo devedor do condomínio: quase 400.000 reais."

Segundo a reportagem, o advogado do espólio, José Luiz Rezende de Almeida, não quis comentar o caso, e Peres, o locatário, garante que mantém as mensalidades em dia.

“Pago tudo, mas o espólio não repassa o dinheiro ao prédio. Eu guardo todos os recibos. A dívida é deles, não minha. Não tenho nada a ver com isso.” O empresário contestou, no entanto, o pagamento das cotas extras. “Não pago mesmo, porque o imóvel não é meu”, argumenta. 

A revista prossegue afirmando que o terceiro e último devedor do prédio é o proprietário da cobertura.

"Pouco se sabe sobre ele, a não ser que é sócio de uma empresa chamada Gracon Empreendimentos e Participações Ltda., com sede em Brasília, e que visita o Rio esporadicamente."

A reportagem prossegue informando que a inadimplência nos condomínios residenciais cresceu 22% no Rio de Janeiro entre 2013 e 2015, segundo o Sindicato da Habitação do Rio (Secovi-Rio). "De acordo com a Apsa, que administra mais de 2?700 edifícios, 5,5% dos moradores atrasaram o pagamento das taxas em 2016. “O crescente número de devedores reflete não apenas a crise do país, mas a falência do estado”, afirma Leonardo Schneider, vice­-presidente do Secovi-Rio. 

A revista afirma que, no caso do 301, o apartamento de Recarey que foi a leilão neste ano para o pagamento de quase 9 milhões de reais de encargos trabalhistas, este poderá ter as dívidas quitadas em breve.

"Apesar de o Tribunal Superior do Trabalho ter anulado a penhora do patrimônio em decisão divulgada recentemente, o leilão segue válido na área cível. Quem arrematou a unidade, por 10 milhões de reais, foi Flávia Faria Vasconcellos, filha do ex-banqueiro Aloysio Faria, fundador do Grupo Alfa e dono de uma das maiores fortunas do país. O prazo para Recarey desocupar o espaço termina na semana que vem, mas ainda há um recurso a ser julgado. Se os outros dois vizinhos não resolverem a situação financeira das respectivas unidades em tempo hábil, o caminho natural será eles irem a leilão. Talvez Recarey tenha companhia", finaliza a reportagem.

Fonte: http://www.jb.com.br